Construir a paz nas mentes dos homens e das mulheres

Festival de Culturas

Um festival que celebra as diversidade cultural do continente africano e coloca os artistas africanos na vanguarda da cena artística internacional

O Festival de Culturas, que teve lugar no Museu Nacional de História Militar na Fortaleza de São Miguel de Luanda, foi um espaço de intercâmbio entre expressões artísticas e culturais, contribuindo para a promoção de valores africanos da paz e da não-violência. Ao longo de cinco dias, foram apresentadas diversas atividades artísticas e culturais: danças tradicionais e contemporâneas, música, cinema, teatro, poesia, literatura, artes visuais, artesanato, gastronomia, oficinas de conscientização ambiental, com diferentes plataformas de conhecimento interactivo, como oficinas criativas, shows e exposições sobre diferentes tipos de dança (samba, capoiera, balé tradicional e percussão).

Dezesseis países de todo o mundo participaram do Festival de Culturas: Angola, Bélgica, Brasil, Cabo Verde, África do Sul, Coréia do Sul, Cuba, Egito, Etiópia, Itália, Quênia, Mali, Marrocos, Namíbia, Portugal e Ruanda. Este evento reuniu mais de duzentos artistas e grupos musicais e culturais. Catorze bancadas e espaços dedicados estiveram à disposição dos países para expor a sua diversidade cultural, a sua tradição gastronômica, e para a organização de vários espetáculos e eventos culturais.

No auditório do Museu realizou-se um ciclo de projecção de filmes, com obras nacionais e internacionais. Foi dada particular importância à apresentação do filme A Misericórdia da Salva (vencedor do FESPACO 2018) de Ardiouma Soma, Delegado-Geral do Festival Pan-Africano de Cinema e Televisão de Ouagadougou (FESPACO) e do seu realizador, Joël Karekezi (com o apoio de Africalia). Com o apoio do Global Arts Corps, a UNESCO também pôde exibir o filme Landmines do Sr. Michael Lessac durante a Bienal.

Com um total de 156 manifestações artísticas, 58 foram apresentados por países participantes enquanto 98 foram apresentatdos por artistitas angolanos. O Festival das Culturas reuniu cerca de 15.000 participantes.

No dia 22 de Setembro realizou-se um grande concerto de encerramento na Marginal de Luanda, com a participação de músicos nacionais e de outros países africanos perante uma audiência de cerca de 7.000 espectadores.