Construir a paz nas mentes dos homens e das mulheres

Fórum da Juventude

O Fórum da Juventude pretendia ser um fórum de intercâmbio e reflexão para jovens africanos no continente e diáspora. O Fórum também offria aos jovens africanos a oportunidade de se manifestarem e reiterarem o seu papel no desenvolvimento do continente.

O compromisso da Juventude Africana pela Cultura da Paz está disponível aqui

O Fórum da Juventude foi dividido em duas sessões:

1. Juventude, Paz e Segurança

Moderador: Sr Djerabe Djatto Bonheur, Especialista em Tecnologias de Informação e Comunicação / Aviso Prévio e Prevenção de Conflitos (ECCAS)

Painelistas:

  • Sr Mfrekeobong Ukpanah, Chefe da Rede de Jovens da União Africana, Equipa Paz e Segurança (Nigéria);
  • Sr John Paul Ekene Ikwelle, Presidente da Rede Pan-Africana da Juventude para uma Cultura de Paz (Nigéria);
  • Sr Christian Leke, Coordenadora do Cantinho da Juventude Local, (Camarões);  
  • Sr Noemio Dylan Mukoroli, Coordenadora Regional para a Rede Pan-Africana de Jovens para uma Cultura de Paz, África do Sul (Namíbia);
  • Sra Fathia Hassan Moussa, Coordenador Nacional da Fundação da Iniciativa pela Paz Mundial (Djibuti);
  • Sr Domingo Massangano, Vice-Presidente do Conselho Nacional da Juventude de Angola.

O papel da juventude no alcance da paz e da segurança continua a ser um aspecto crucial da agenda global. O Conselho de Paz e Segurança da União Africana, realizado no Egipto em 8 de novembro de 2018, convidou “todos os Estados-Membros a implementar urgentemente a resolução 2250, remover todos os obstáculos estruturais à participação efectiva dos jovens, mobilizar os recursos necessários e desenvolver planos de acção nacionais de longo prazo para o envolvimento e participação efectiva dos jovens na promoção da paz e segurança e nos processos de desenvolvimento nacional”.

Esta sessão do Fórum da Juventude focou na resposta a três questões principais: Qual é o nível de difusão e da implementação da Resolução 2250 entre os Estados Membros da União Africana? Quais são as melhores práticas nacionais para a implementação desta resolução? É possível considerar a criação, a nível continental, e em parceria com a União Africana, de uma Coligação para a Juventude, Paz e Segurança para acelerar a implementação das Resoluções 2250 e 2419?

 

 

 

2. Criatividade, Empreendedorismo e Inovação

Moderador: Sr Marius Tchakounang, Chefe do Campus Digital Francês da AUF (Camarões)

Painelistas:

  • Sra Fadwa Gmiden, Rede Pan-africana de Jovens para uma Cultura de Paz, (Tunísia);
  • Sr Zié Daouda Koné, Centro de Incubação e Inovação da Comissão Nacional para a UNESCO (Costa do Marfim);
  • Sra Dora Massounga, Empreendedora no ramo do turismo Projeto WARISSE (Gabão);
  • Sra Yvette Ishimwe, Gerente Geral da IRIBA WATER GROUP LTD (Ruanda);
  • Sr Maxwell Katekwe, Director de Monitoramento e Avaliação do Restless Development (Zimbabué);
  • Sr Jofre Euclides Dos Santos, Director Geral do Instituto da Juventude (Angola).

Por necessidade ou escolha, cada vez mais jovens no continente africano optam pelo empreendedorismo, seja para se enriquecer e garantir autonomia financeira, ou por conquistar ou criar algo de valor social e criativo. Este espírito empreendedor e inovador inerente dos jovens manifesta-se em quase todas as áreas da vida social e económica dos países de África.

Esta 2ª sessão do Fórum da Juventude respondeu as seguintes quetões: quais são as políticas públicas inclusivas que promovem o desenvolvimento e o empoderamento de jovens africanos que tomam em conta a criatividade e a inovação? Como instigar o espírito empreendor como meio para solucionar a questão do desemprego entre os jovens africanos?