Building peace in the minds of men and women

Assuntos Atuais

Uma parceria de 20 anos: três perguntas para Jean-Paul Agon

cou_01_18_agon_01.jpg

Jean-Paul Agon, presidente y Director General de L’Oréal.

Este ano marca o 20º aniversário do Programa L’Oréal-UNESCO Para Mulheres na Ciência. Como o sr. definiria a parceria entre a L’Oréal e a UNESCO?

A parceria entre a L’Oréal e a UNESCO é singular. Em 1998, quando lançamos o Programa L’Oréal-UNESCO Para Mulheres na Ciência, nossa ambição era promover mulheres cientistas por meio da criação de um prêmio específico para a excelência científica voltado para mulheres de talento. Para fazer isso, procuramos um parceiro que tivesse a mesma visão ambiciosa de uma ciência – e de uma sociedade – mais inclusiva. A parceria com a UNESCO se tornou uma escolha óbvia, pois compartilhamos os mesmos valores humanistas e universais. Depois de 20 anos de colaboração, nosso programa se expandiu em uma escala formidável. Não apenas concedemos um prêmio anual a cinco eminentes mulheres cientistas, cada uma representando um dos cinco continentes, mas também concedemos prêmios a jovens cientistas em 115 países.

Por meio dessas iniciativas, em 20 anos, nós apoiamos ao todo mais de 2,7 mil mulheres. A UNESCO é uma parceira valiosa para que o programa seja verdadeiramente internacional. E a Fundação L’Oréal coloca suas habilidades e conhecimento a serviço desta causa para apoiar mulheres pesquisadoras em cada etapa de suas carreiras – levando-as ao conhecimento do público e enfatizando a importância de uma melhor representatividade das mulheres em vocações científicas para enfrentar os grandes desafios do nosso tempo.

Por que é tão importante promover as mulheres cientistas?

O mundo nunca foi tão mutável e incerto. Estamos passando por uma verdadeira revolução tecnológica, social e ambiental, e nos deparamos com desafios jamais enfrentados. Como poderíamos nos privar das habilidades científicas de metade da base de talentos de todo o mundo? Como poderíamos moldar um mundo inclusivo sem as mulheres? Precisamos usar todos os talentos disponíveis – obviamente, incluindo as mulheres –, se a ideia é enfrentar os desafios e a extraordinária complexidade de nosso tempo. No entanto, as mulheres continuam a ser sub-representadas no mundo da ciência, no qual o “teto de vidro” ainda é uma triste realidade. Somente por volta de 30% dos cientistas são mulheres e, desde sua criação, apenas 3% dos Prêmios Nobel nas ciências foram concedidos a mulheres – em 2017, não houve nenhum. Na L’Oréal, tanto em nossa empresa quanto em nossa Fundação, é impossível imaginar um mundo sem a contribuição das mulheres.

Como o Programa L’Oréal-UNESCO Para as Mulheres na Ciência pode ajudar a avançar a causa das mulheres cientistas

Ao longo dos últimos 20 anos, o Programa L’Oréal-UNESCO Para as Mulheres na Ciência tem usado o reconhecimento e a promoção de mulheres na ciência para demonstrar, por meio do exemplo, que elas têm um papel crucial a desempenhar nas instituições científicas. Isso é de particular importância. A promoção das mulheres que servem como exemplos a serem seguidos por outras é fundamental para encorajar e apoiar as jovens em carreiras científicas.

Porém, quando olhamos os números, fica evidente que isso não é o suficiente. Ao longo dos últimos dez anos, a proporção de mulheres pesquisadoras cresceu, é verdade, em cerca de 12%. As mulheres estão cada vez mais seguindo carreiras nas ciências e representam cerca de metade dos matriculados nos primeiros anos da universidade. Mas, em geral, elas ainda são excluídas das posições mais altas – somente 11% dos altos cargos acadêmicos são ocupados por mulheres, de acordo com o Relatório de ciência da UNESCO: rumo a 2030, publicado em 2015.

Ainda que não haja dúvida de que o nosso programa ajudou a conscientizar e mobilizar a comunidade científica, evidentemente, nós precisamos ir além. Temos de trabalhar com todo o ecossistema – em outras palavras, com as instituições e as autoridades públicas, e também com os homens. Um dos grandes méritos do Programa L’Oréal-UNESCO Para as Mulheres na Ciência é que ele está longe de ser somente uma causa das mulheres defendida pelas mulheres. Ele também permite que as mulheres ajudem a construir um mundo inclusivo – um pré-requisito para sociedades justas e equilibradas para todos, capazes de responder aos desafios do mundo atual.

Saiba mais:

20º Prêmio Anual para as Mulheres na Ciência, 2018

Para as Mulheres na Ciência, uma parceria entre UNESCO e L’Oréal

Mulhres e ciência – estatísticas da UNESCO

eAtlas UNESCO de Pesquisa e Desenvolvimento Experimental

Relatório de Ciência da UNESCO, 2015 (relatório completo em inglês)