Building peace in the minds of men and women

Reinventar as cidades

As cidades sempre foram centros de poder, atratividade e prosperidade. No entanto, a urbanização frenética das últimas décadas está colocando em risco sua função histórica como centros que integram e absorvem os recém-chegados. À medida que se tornam mais povoadas, tornam-se desumanizadas. A violência, a desigualdade, a discriminação – quanto maiores as cidades, mais estes males as dominam.

No entanto, mesmo quando são desumanizadas, as cidades estão se reinventando. Da esperteza de rua como uma estratégia de sobrevivência em Kinshasa (República Democrática do Congo) aos maiores projetos nacionais para a reabilitação das cidades monoindustriais na Rússia; da iniciativa pessoal de um proprietário de galeria que revitalizou a pequena cidade de Erriadh (Tunísia) até a mobilização das massas contra a apropriação autoritária dos espaços públicos em Varsóvia (Polônia); e de movimentos de solidariedade com migrantes em Londres (Reino Unido); as sinergias que revitalizam o coração de Havana (Cuba) – forças criativas estão surgindo e se organizando para dar à vida urbana novos significados e novas perspectivas. Podemos acreditar que estas são “pequenas resistências” – para usar a expressão do escritor francês Thomas B. Reverdy – mas elas fazem toda a diferença.

Dois outros escritores compartilham suas opiniões com nossos leitores neste número. Nosso Convidado, o escritor franco-congolês Alain Mabanckou, discorre sobre as “Áfricas móveis” ae a coragem de escrever, enquanto destaca movimentos contraditórios na história colonial. O escritor uruguaio-norte-americano, Jorge Majfud, condena a atitude racista contra os migrantes na seção Ideias, que também oferece uma análise das políticas de migração nos Estados Unidos.

Na seção Assuntos Atuais – por ocasião do Dia Mundial da África, em 25 de maio – publicamos uma entrevista com Tshilidzi Marwala (África do Sul) sobre o surgimento da inteligência artificial (IA) no continente. Para marcar o Dia Internacional da Diversidade Biológica, em 22 de maio, visitamos a Gran Pajatén, no Peru, com Roldán Rojas Paredes – o homem que iniciou sua inscrição na Rede de Reservas da Biosfera da UNESCO. Vamos também até Sharjah nos Emirados Árabes Unidos, que lança seu Programa de Capital Mundial do Livro em abril de 2019.

Por fim, com o Zoom, viajamos até a Índia, México, Mianmar e Uganda, para visitar locais sem eletricidade. Uma luminosa pequena viagem ao redor mundo!

Jasmina Šopova, editora-chefe 

2019-2