Building peace in the minds of men and women

Assuntos Atuais

Dar voz à juventude!

cou_02_17_news_02.jpg


© Aya Biosphere Reserve
Para o Dia Internacional da Juventude, celebrado em 12 de agosto, O Correio dedica estas páginas aos projetos da UNESCO destinados às gerações jovens que desejam se envolver no diálogo e em ações voluntárias.

“Se Eu Fosse...”

“Esses túmulos que nos mantêm vivos” é uma legenda estranha para uma fotografia também estranha, tirada por Vesal Sulaiman, 27 anos, que vive na Alemanha. “Isso me enche de tristeza e de alegria”, diz ele. A imagem eternizou o momento em que, durante sua viagem a Cabul, ele viu crianças forçadas a limpar túmulos em troca de dinheiro. No meio do inverno e com as mãos congeladas pelo frio, as crianças subiam até o topo da colina atrás da mesquita para buscar água! Quando Sulaiman perguntou se elas gostavam de seu trabalho, elas responderam: “Sim, ele nos permite ir à escola”.

“Eu tentei imaginar como seria ser uma dessas crianças”, explica Vesal, um dos dez finalistas do concurso Se Eu Fosse..., lançado pela UNESCO nas redes sociais em árabe, espanhol, francês e inglês, de 24 de fevereiro a 12 de março de 2017. Nesse período de duas semanas, a UNESCO recebeu 837 trabalhos de 117 países de todo o mundo.

Através da lente de uma câmera fotográfica ou de vídeo, os participantes, com idade entre 21 e 30 anos, imaginaram a si mesmos na pele de outra pessoa.

Os dez finalistas – cada um deles ganhou um mini iPad – foram convidados a apresentar suas fotos e vídeos na Segunda Conferência Internacional sobre Voluntariado e Diálogo da Juventude: Prevenir o Extremismo Violento e Fortalecer a Inclusão Social (Second International Conference on Youth Volunteering and Dialogue: Preventing Violent Extremism and Strengthening Social Inclusion), a ser realizado na Sede da UNESCO em Paris, de 25 a 27 de setembro de 2017.

Durante os três dias desse evento, mais de uma centena de jovens participantes de todas as partes do mundo terão a oportunidade de compartilhar as experiências e os conhecimentos que adquiriram como voluntários em diferentes campos relacionados ao mandato da UNESCO. Eles são convidados a propor projetos colaborativos com o objetivo de promover a solidariedade, a empatia, o pensamento crítico, o compromisso social e o envolvimento cívico.

Foram escolhidos quarto temas para as oficinas e as sessões plenárias: refugiados e migração; educação intercultural; o papel dos meios de comunicação e das mídias sociais na construção do diálogo positivo; e o envolvimento da juventude com o patrimônio cultural e as artes.

Contato: youth-conference@unesco.org

Voluntários do Patrimônio Mundial

Lançada em 2008, a iniciativa Voluntários do Patrimônio Mundial (World Heritage Volunteers) fornece aos jovens a oportunidade de se dedicar à proteção do Patrimônio Mundial – por meio da aquisição de habilidades e competências, e também pela imersão na vida de comunidades locais.

Para o seu décimo aniversário, a campanha propõe a implementação de 51 projetos de ação de jovens em 32 países, entre maio e novembro de 2017. Este ano, o complexo de templos de Vajrayogini, localizado no vale de Kathmandu, Nepal; os monastérios construídos no século XVI nas encostas de Popocatepetl, no México; os parques e jardins de Weimar, na Alemanha; os altos cumes do Parque Nacional das Montanhas Rwenzori, em Uganda; e muitos outros lugares excepcionais no mundo dão as boas-vindas a jovens preocupados com a proteção do patrimônio comum da humanidade.

A campanha faz parte do Programa de Educação sobre o Patrimônio Mundial, lançado em 1994. Esse programa visa a estimular e formar os tomadores de decisões do futuro para que participem da conservação do patrimônio e respondam às contínuas ameaças que ele enfrenta.

Contato: Ines Yousfi (i.yousfi@unesco.org)

Um fórum de jovens em uma reserva da biosfera

Jovens, especialmente aqueles que vivem ou trabalham em reservas da biosfera, são o futuro dessas áreas que abrangem ecossistemas terrestres, marinhos e costeiros. A UNESCO acredita que os jovens devem ter uma voz na formação de seu território e na definição de seu compromisso com o Programa O Homem e a Biosfera (MAB).

Isso fez com que o Secretariado do MAB e o Escritório Regional da UNESCO em Veneza organizassem o Fórum de Juventude MAB de 2017 (2017 MAB Youth Forum), na Reserva da Biosfera Delta do Pó, na Itália, de 18 a 23 de setembro. Quando a iniciativa foi anunciada pela primeira vez durante o 4º Congresso Mundial de Reservas da Biosfera em Lima, Peru, em março de 2016, ela foi aplaudida de pé!

Destinado a jovens com idade entre 18 e 35 anos, o Fórum tem como objetivo assegurar que eles se tornem agentes da mudança e promotores de uma sociedade mais igualitária e sustentável. O intercâmbio de melhores práticas e a promoção das reservas da biosfera como ferramentas para se atingir dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) – da boa gestão dos recursos naturais à economia verde, do turismo sustentável à educação – são focos importantes do Fórum.

O Fórum também está alinhado à Estratégia Operacional da UNESCO sobre a Juventude (2014-2021) (UNESCO’s Operational Strategy on Youth), desenvolvida a partir da premissa de que os jovens são parceiros e atores-chave para o desenvolvimento e a paz.

Jovens interessados participaram de uma consulta online de grande escala, para produzir ideias sobre as questões que serão discutidas no Fórum. Surgiram três áreas temáticas principais: a contribuição dos jovens para a vida das reservas da biosfera; pesquisa e estudo sobre o desenvolvimento sustentável das reservas da biosfera; e um futuro sustentável para os jovens, dando voz a suas preocupações e estimulando um intercâmbio de melhores práticas e ideias para negócios, a serem submetidas a potenciais doadores.

Contato: Philippe Pypaert (p.pypaert@unesco.com)

Estimular o diálogo entre os jovens

Por meio de sua presença em 195 Estados-membros em todo o mundo, a UNESCO tem como objetivo promover um meio ambiente que ajude os jovens a florescer como indivíduos e a se tornarem cidadãos responsáveis. Ela faz isso estimulando a inovação, a criatividade e a reflexão, especialmente em assuntos urgentes como os conflitos interculturais e inter-religiosos.

Para transformar esses ideais em realidade, o Escritório da UNESCO em Almaty, Cazaquistão, sediará a Primeira Conferência da Juventude sobre Diálogo Intercultural e Inter-religioso (First Youth Conference on Intercultural and Interreligious Dialogue), em 21 de setembro de 2017. Reunindo jovens pesquisadores e ativistas do Cazaquistão, do Quirguistão, do Tajiquistão e do Uzbequistão, a Conferência terá como objetivo encontrar soluções para ajudar a resolver os conflitos entre culturas e religiões que ocorrem na região.

Haverá um programa completo de atividades, incluindo uma oficina sobre diálogo intercultural, uma introdução a várias culturas da região, e oportunidades para o compartilhamento de experiências. Os participantes também irão aprender a compreender as atitudes e reações de outras culturas, assim como a refletir sobre formas de superar os problemas interculturais.

Essa iniciativa foi pensada para promover o diálogo entre religiões, tradições espirituais e humanistas, e para permitir a compreensão de suas interações e influências, com a finalidade de combater o preconceito e construir o respeito mútuo.

Contato: Arina Plokhikh (a.plokhikh@unesco.org)