Educação em saúde e bem-estar no Brasil

A UNESCO oferece cooperação técnica aos ministérios da Educação e da Saúde do Brasil nas temáticas relativas à educação preventiva às IST, à infecção pelo HIV, à aids, à gravidez juvenil e à promoção da saúde nas escolas.

A proposta busca integrar os setores de educação e de saúde ao desenvolvimento de ações, com enfoque na promoção da saúde sexual e reprodutiva de jovens estudantes, contribuindo para a redução da vulnerabilidade desse segmento da população à essas temáticas.

A experiência brasileira no campo de HIV e aids tornou-se referência internacional. A educação não formal preventiva é uma marca do sucesso dessa experiência. Essas ações ocorrem por meio de grupos de trabalho que participam na elaboração de materiais técnicos de referência para professores e jovens, no desenvolvimento de metodologia para a formação de profissionais (presencial e a distância), na elaboração de currículo e projetos pedagógicos das escolas, no apoio à divulgação de experiências locais, bem como no monitoramento e na avaliação do projeto de cooperação técnica.

Saiba mais:

Educação em saúde e bem-estar para populações indígenas

As Nações Unidas e a UNESCO desenvolvem ações de educação em saúde e bem-estar para populações indígenas de forma pedagógica, multilíngue e intercultural. Seu proposito é o fortalecimento da educação em saúde dos povos indígenas em sua língua materna.