Inovações para a qualidade da educação: da gestão à sala de aula

Project name :

Implementação de tecnologias inovadoras para a educação e a comunicação digital na cidade de São Paulo

Budget :

1M$ - 5M$

Project duration :

06-06-2018

Location :

O projeto de cooperação técnica “Inovações para a Qualidade da Educação: da gestão à sala de aula”, parceria entre a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo e a Representação da UNESCO no Brasil, visa a fortalecer a governança da educação no município de São Paulo por meio de ações de inovações à qualidade da educação e a gestão democrática. Desde 2014, as atividades desenvolvidas no contexto desta cooperação técnica resultaram em rica produção do conhecimento, com diversas publicações lançadas em recursos educacionais abertos (REA) e inovações nos campos pedagógico, acadêmico, tecnológico, de gestão escolar e da educação para o desenvolvimento sustentável (EDS), contribuindo para a oferta de uma educação equitativa, inclusiva e de qualidade em uma das maiores redes de ensino da América Latina. 

Atualmente, a rede municipal de São Paulo tem cerca de 1 milhão e 37 mil estudantes matriculados, desde o nível da educação infantil à educação secundária superior (ensino médio), incluindo educação de jovens e adultos (EJA) e educação indígena, abrigando também uma rica diversidade de estudantes em situação de migração e pessoas com deficiência. 

A cidade de São Paulo é pioneira no mundo ao relacionar os objetivos de aprendizagem de seu currículo do ensino municipal a cada um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

O Projeto se desenvolve cm base em três temas principais:

  • Currículo e os ODS
  • Governança educacional
  • Inovações tecnológicas

Educação municipal de São Paulo em números

1 milhão

estudantes matriculados

85 mil

profissionais da educação

+ 2 milhões

refeições por dia

~ R$ 10 bi

orçamento anual

Currículo e os ODS

Currículo da Cidade de São Paulo

A iniciativa Currículo da Cidade, uma das muitas desenvolvidas no âmbito desse projeto, relaciona os ODS aos conteúdos curriculares de forma inédita e pioneira. Entre os resultados alcançados deste projeto está o reconhecimento internacional dessa iniciativa. A experiência inédita de relacionar os objetivos de aprendizagem do Currículo da Cidade à Agenda 2030, feita por São Paulo, foi apresentada na Reunião Técnica Regional de Alto Nível da América Latina e Caribe, um evento preparatório para a 2ª Reunião Regional de Ministros de Educação da América Latina e Caribe, realizada em Cochabamba, na Bolívia, em 2018.

O Currículo da Cidade de São Paulo integra os ODS em todas as áreas do conhecimento das seguintes modalidades: 

  • Educação infantil, 
  • Educação especial,
  • Educação indígena,
  • Educação de Jovens e Adultos, e 
  • Ensino Fundamental.

    Destaque:

    Diretrizes dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável no Currículo da Cidade

    Documento sobre as Diretrizes dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável no Currículo da Cidade, cujo objetivo é apoiar o Município de São Paulo, por intermédio da Secretaria Municipal de Educação (SME), na iniciativa inovadora de integrar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) ao programa de ensino público da Rede Municipal Ensino de São Paulo (RME-SP). O documento foi elaborado a partir da questão “Que Educação queremos em 2030? ”, sendo referência e fonte inspiradora e geradora de reflexões a educadores da RME no desenvolvimento de suas atividades pedagógicas, possibilitando articulações aos Projetos Político-Pedagógicos (PPP) de suas Unidades Educacionais para o desenvolvimento sustentável, a partir do Currículo da Cidade, para as 3993 UEs envolvidas.

     

    Saiba mais:

    Governança educacional

    A iniciativa Currículo da Cidade de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME) oferece material para gestão educacional para toda a Rede Municipal de Educação (RME). 

      A SME distribui

      120 mil

      exemplares impressos

      3993

      unidades educacionais

      85 mil

      profissionais da educação

      Inovações tecnológicas

      Pátio Digital

      O Pátio Digital é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Educação que, por meio do fortalecimento da transparência, da participação social e do desenvolvimento de novas tecnologias, aproxima diferentes grupos da sociedade civil por um objetivo maior: a melhoria da educação na cidade de São Paulo.

      O Pátio Digital se estrutura em três eixos:

      Transparência e dados abertos

      O acesso à informação pública é fundamental para pensarmos os desafios da educação na cidade. Por meio de uma política de transparência e abertura de dados permanente, a SME vai disponibilizar informações acessíveis à população e também bases de dados para a construção de aplicativos e pesquisas. Ex: 

      • Painel de Monitoramento 
      • Portal de Dados Abertos da Prefeitura de São Paulo

      Colaboração governo-sociedade
       
      Os desafios da Educação Básica não são nada fáceis de solucionar, e por isso acreditamos que quanto mais pessoas pensarem juntos, mais ideias inovadoras surgirão. O Pátio Digital vai proporcionar espaços e metodologias para promover interação e trocas entre grupos de diferentes setores da sociedade. Ex.: 

      • Encontros Abertos (meetups)  

      Inovação tecnológica

      A tecnologia pode ser uma ferramenta poderosa para aproximar o poder público da população e de suas demandas. Se construída de maneira aberta e colaborativa, a tecnologia também contribui para solucionar os desafios presentes no dia a dia da gestão da Rede de Ensino. Ex.:

      • Seleção de Apps  
      • Repositório de Códigos Abertos 

      Plataforma voltada à Educação das Relações Étnico-Raciais

      Plataforma online para debate das questões relacionadas à educação das relações étnico-raciais, atualmente, em fase de implementação.

      A plataforma pretende:

      • promover a troca de experiências e referências pedagógicas (fórum, biblioteca de vídeos / fotos/ materiais pedagógicos, troca de mensagens, publicização de experiências/relatos etc.);
      • servir de ferramenta para acompanhamento/monitoramento das ações e projetos da RME, cuja abrangência é de 62.306 educadores e gestores; e
      • oferecer duas formações para o Grupo de Trabalho ERER .

      Programa de Cooperação em Pesquisa da SME

      Por meio de parcerias para formação de uma agenda de pesquisa que responda aos desafios da educação municipal, o Programa de Cooperação em Pesquisa, atualmente, desenvolve quatro estudos qualitativos/quantitativos com instituições educacionais sobre os temas: 

      • Recuperação Paralela 
      • Evasão e Absenteísmo Docente
      • Educação Integral e Avaliação do Aprendizado

      O Programa envolve todos os segmentos da rede municipal, totalizando 62 mil profissionais da educação.

       

      Destaque:

      Resultados do 1º ciclo de fomento do Programa de Cooperação em Pesquisa: conhecimento e dados abertos aplicados ao desafio da educação pública municipal

      Publicada em 2020, a publicação trata de quatro temas fundamentais para a política educacional do Município de São Paulo: 1) a ampliação da jornada e a educação integral na Rede Municipal de Ensino - RME; 2) a avaliação do aprendizado no cotidiano das escolas municipais; 3) a frequência na recuperação paralela e seus impactos na permanência escolar e na aprendizagem dos estudantes; e 4) as políticas de valorização profissional e de enfrentamento à evasão e ao absenteísmo docente na RME. Esses textos representam a síntese dos relatórios finais das pesquisas desenvolvidas ao longo dos anos de 2019 e 2020, financiadas pela Secretaria Municipal de Educação - SME de São Paulo, em parceria com a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura - UNESCO, em seu 1º Ciclo de Fomento do Programa de Cooperação em Pesquisa.

      Principais impactos

      Alfabetização Midiática e Informacional (AMI) para os ODS no currículo da educação básica

      Representantes de 55 países puderam conhecer o modelo pedagógico desenvolvido pela SME-SP sobre a temática da alfabetização midiática e informacional (AMI, MIL em inglês) no contexto do Currículo da Cidade, apresentado em sessão plenária durante a Global MIL Week 2019 Feature Conference, principal evento mundial sobre o tema, realizado em Gotemburgo, na Suécia, em 2019.

      A experiência, coordenada pelo Núcleo de Educomunicação, no âmbito do Núcleo Técnico de Currículo (NTC), é fruto de uma política pública de educomunicação que tornou-se lei municipal. Essa experiência tem sido desenvolvida na RME há 18 anos. Ela já capacitou mais de 25 mil professores e 60 mil estudantes em projetos multimídia e de rádio, voltados para o engajamento em uma cultura de paz e cidadania.  

      Imprensa Jovem

      Por meio do Imprensa Jovem, uma agência de notícias planejada e desenvolvida pelos próprios estudantes, as atividades incluem a criação de jornais, programas de rádio, histórias em quadrinhos, fanzines, blogs e pesquisas seguidas de ações práticas sobre cinema, fotojornalismo e telejornalismo. O ensino de novas plataformas, como podcasts, também faz parte da jornada escolar. 

      De forma inovadora, a SME-SP iniciou em 2019 curso voltado ao “Combate às Fake News”, com 400 professores matriculados e seis mil alunos. Em toda a cidade de São Paulo, cerca de 12 mil alunos de 417 escolas são atendidos pelo Núcleo de Educomunicação e suas iniciativas que valorizam o diálogo entre aprendizado e os ODS. 

      Saiba mais: 

      Escola Remota - Episódio 3

      Além disso, em conjunto, eles trataram de questões sociais, psicológicas e individuais, para continuar a oferecer educação básica à distância nas escolas públicas do estado e fornecer a merenda escolar para todos os estudantes todos os dias (o que equivale a servir uma rede de 5 mil restaurantes). 

      Escola Remota - Episódio 4

      A série também mostra a experiência dessa rede sobre os desafios enfrentados e as soluções propostas após a reabertura das escolas em relação à recuperação da aprendizagem dos estudantes e ao respeito pelos protocolos de segurança de saúde.