Projeto Museu Nacional Vive

Project name :

Projeto Reconstrução do Museu Nacional

Budget :

1M$ - 5M$

Project duration :

14-05-2020

Location :

Rio de Janeiro, RJ,

O Museu Nacional Vive é um projeto de cooperação internacional realizado pela UNESCO no Brasil, Fundação Vale e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Entre outras ações, o projeto implementa sua estrutura de governança, com o objetivo de estabelecer diretrizes estratégicas, monitorar e planejar ações de articulação e otimização de diferentes iniciativas e projetos, além de garantir a execução e a continuidade regulares dessas ações para a reconstrução e restauração do Museu Nacional do Rio de Janeiro. Concentra-se particularmente na reconstrução e restauração do Paço de São Cristóvão e seu anexo; a preparação do palácio para receber a nova museografia; a reforma da Biblioteca e do Jardim Botânico; e a implantação do Campus Cavalariças.

A estrutura de governança também visa a expandir a participação da sociedade no projeto. Ela está centrada no funcionamento de três fóruns: 

  • Comitê Executivo – principal órgão deliberativo ao qual o Grupo de Gerenciamento Técnico do projeto estará subordinado;
  • Comitê Institucional – consultivo e com a participação de parceiros públicos, privados e governamentais; 
  • Grupo de Trabalho de Segurança e Sustentabilidade Pós-inauguração – coordenado pelo BNDES e engajado pela Associação de Amigos do Museu Nacional e outras instituições do terceiro setor.

A primeira etapa é a realização de projetos de arquitetura, conteúdo e museografia, além da certificação de sustentabilidade ambiental, entre outras ações, como restauração de ativos integrados, atividades educacionais e mobilização social. Terminada essa etapa, a intenção é implementar projetos nos mecanismos de incentivo fiscal à cultura e captar recursos do setor privado para promover essa reconstrução.

A UNESCO disponibiliza sua experiência e conhecimento técnico na área de museus e salvaguarda do patrimônio cultural para superar os desafios operacionais deste projeto. “O objetivo é restaurar essa importante instituição cultural, acadêmica e científica, disponível para as sociedades brasileiras e internacionais. O Museu Nacional tem valor histórico e relevância incomparável para a humanidade ”, afirma o diretor e representante da UNESCO no Brasil.

O Museu Nacional sofreu um grande incêndio em setembro de 2018. Por meio do Fundo de Emergência do Patrimônio da UNESCO, foi organizada uma missão de especialistas para apoiar os parceiros locais nas primeiras ações. Em um esforço conjunto com o então Ministério da Cultura (MinC), com o MEC, a UFRJ, o Museu Nacional, o Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico (IPHAN), o Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e o Comitê Internacional de Museus (ICOM) ), a missão, liderada por um especialista da UNESCO e assistida por um especialista do Centro Internacional de Estudos para a Conservação e Restauração de Bens Culturais (ICCROM), além de técnicos alemães, contribuiu para as autoridades brasileiras no diagnóstico da situação da Museu Nacional e avaliar os danos causados ao edifício e à sua coleção.