News

Em meio à crise, Dia Internacional dos Museus chama atenção para a importância de repensar o futuro do setor

18/05/2021
11 - Sustainable Cities and Communities

O Dia Internacional dos Museus é celebrado anualmente em 18 de maio. Para a comemoração deste ano, o Conselho Internacional de Museus (ICOM) escolheu o tema “O Futuro dos Museus: Recuperar e Reimaginar”. O objetivo é promover um debate global sobre as formas de repensar os museus no futuro, o que envolve fortalecer seus vínculos com a comunidade e incentivar uma maior cooperação entre museus para encontrar soluções comuns. Repensar o futuro dos museus se tornou uma prioridade ainda mais evidente após a maneira drástica com que o setor foi afetado pela pandemia da Covid-19.

Desde 2020 muitos museus tiveram suas atividades essenciais interrompidas ou experimentaram redução do número de visitantes, o que desencadeou uma crise generalizada em museus em todo mundo. Segundo dados do relatório da UNESCO “Museus ao redor do mundo em face da COVID-19", publicado neste ano, 43% dos museus fecharam suas portas no primeiro trimestre de 2021. O número de ingressos nas instituições consultadas caiu 80% com relação aos dados de 2019. A pandemia também evidenciou a desigualdade entre os museus no mundo.

Museus na África e nos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento (SIDS, em inglês), além de museus comunitários e rurais, enfrentam dificuldades ainda maiores, sobretudo devido a sua reduzida capacidade para se adaptarem ao mundo digital e pela falta de recursos e políticas de apoio para sua recuperação. Além disso, a pandemia tornou os museus, de forma geral, mais vulneráveis a outros riscos, como o tráfico ilícito e emergências, sejam causadas por desastres naturais ou pela ação humana.

Por outro lado, a pandemia também promoveu algumas adaptações e acelerou mudanças. Com o cancelamento de atividades presenciais, a forma de se relacionar com o público migrou para as tecnologias digitais, com um significativo aumento nas ocorrências de exposições online, educação e aprendizagem à distância, tours visuais e uso de mídias sociais, permitindo que muitos museus se mantivessem conectados às suas comunidades e alcançaram públicos mais amplos.

A Recomendação relativa à proteção e promoção dos museus e coleções, sua diversidade e sua função na sociedade (UNESCO, 2015) é um instrumento de apoio à promoção de políticas e medidas para o fortalecimento do setor.