Introdução ao Diálogo Intergeracional entre Líderes e Jovens

04/08/2021
16 - Peace, Justice and Strong Institutions
17 - Partnerships for the Goals

A sessão de informações

Na última quinta-feira (22 de julho de 2021), no marco de ação do Programa de Juventude da União Africana (UA) e seu evento semanal YAPOS Talks, a UNESCO, a Organização do Mundo Islâmico para Educação, Ciência e Cultura (ICESCO) e a UA juntaram esforços para organizar uma bem-sucedida sessão virtual de informações, dedicada a explicações sobre “o quê”, o “como” e o “porquê” do envolvimento da juventude na próxima Bienal de Luanda – Fórum Pan-africano pela Cultura de Paz na África.

Dando seguimento aos 12 compromissos relativos à promoção da cultura de paz aprovados pelos jovens durante o Fórum de Juventude na primeira edição do evento, os jovens africanos e afrodescendentes continuarão a exercer um papel importante na segunda edição da Bienal de Luanda, prevista para acontecer em formato híbrido entre 4 e 8 de outubro de 2021.

Em seu pronunciamento de abertura da sessão, o vice-presidente da PAYNCoP, Yannick Agboka, destacou que o comprometimento coletivo dos jovens é essencial para a missão de fomentar uma cultura de paz duradoura, bem como avançar na inovação para as mudanças sociais no continente africano, “porque vocês têm a criatividade, o potencial e a capacidade de fazer a diferença – para vocês mesmos, para suas comunidades e para o resto do mundo”.

Este ano, 150 jovens líderes de 18 a 35 anos de idade, vindos de todos os 54 países africanos e de fora do continente, serão selecionados para se envolver com líderes de alto nível e participar do Diálogo Intergeracional, da Bienal de Luanda, cujo tema será “Diversidade cultural e patrimonial da África e de suas Diásporas: fonte de conflitos ou solo fértil para a paz?”. Além disso, eles participarão de maneira ativa dos Fóruns Temáticos e de Boas Práticas, bem como de outros momentos importantes do evento. Não é uma oportunidade a se perder – não é de se espantar que mais de 1,3 mil pessoas compareceram à sessão de informações, para ouvir as experiências dos participantes anteriores e aprender como eles poderão participar desta próxima oportunidade.

A sessão de duas horas foi conduzida por representantes de algumas das maiores redes de jovens africanos, como PAYNCoP, CEYAD, o Programa de Juventude da UA, entre outros, em um esforço conjunto com a UNESCO, a ICESCO e a Comissão da UA (AUC). Além de abordar todas as informações necessárias e relevantes à candidatura e à participação na iniciativa – especificamente sobre os critérios, as modalidades, as áreas temáticas e os pormenores do programa –, a sessão contou ainda com os testemunhos inspiradores de dois jovens líderes que participaram da primeira edição da Bienal de Luanda.

Por último, mas não menos importante, a sessão de informações também contou com um divertido momento de interação entre os palestrantes e o público, por meio de um jogo de adivinhação sobre personalidades africanas, proporcionando uma prévia do ambiente de rede e colaboração a ser vivenciado em breve pelos jovens participantes da Bienal de Luanda.

 

Assista novamente AQUI à sessão de informações.

 

E você, já ouviu falar da Bienal de Luanda? Você sabe o que é cultura de paz e que papel você pode desempenhar para reforçá-la em sua comunidade? 

Junte-se à conversa sobre o envolvimento dos jovens pela cultura de paz na África e participe da preparação da Bienal de Luanda nas redes sociais, com a hashtag #BiennaleLuanda!