Jovens pesquisadores analisam a pandemia

07/04/2021

Os jovens estão na melhor posição para compreender e analisar o que têm vivenciado desde o início da crise de saúde. Esta é a ideia por trás da iniciativa mundial da UNESCO, Jovens como Pesquisadores (Youth as Researchers – YAR), criada para explorar o impacto da COVID-19 nos jovens. Idealizada pela UNESCO, pela Universidade Nacional da Irlanda, em Galway, e pela Universidade Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos, essa iniciativa de pesquisa liderada por jovens foi lançada oficialmente em 4 de dezembro de 2020.

O programa, que reúne cerca de 270 voluntários com idades entre 18 e 35 anos, convida jovens pesquisadores a se engajarem com as Nações Unidas, as universidades e a sociedade civil. Juntos, eles ajudarão a produzir conhecimento sobre como a COVID-19 afetou a vida dos jovens – nas áreas de bem-estar, aprendizagem, ações lideradas por jovens, direitos humanos e uso das tecnologias.

O objetivo consiste em coletar e analisar dados a fim de encontrar soluções para combater os efeitos da COVID-19 nos jovens. A iniciativa YAR inclui oportunidades de capacitação para seus participantes, assim como aconselhamento e mentoria durante o processo de pesquisa.

Os dados compilados serão utilizados para auxiliar na implementação de medidas destinadas a aliviar os problemas causados pela pandemia e para promover a adaptação de políticas públicas a favor da juventude nos âmbitos nacional e local. Atualmente, 40 equipes estão trabalhando no programa, cujos resultados serão divulgados no final de junho de 2021.

Visite o site Jovens como Pesquisadores (Youth as Researchers) para ter mais atualizações sobre o programa e para acompanhar o progresso dos pesquisadores e suas descobertas.

Leia mais:

Pesquisas: "Esta epidemia será um detonador"O Correio da UNESCO, jul./set. 2020

Voltar para a página principal

 

Assine O Correio da UNESCO para artigos instigantes sobre assuntos contemporâneos. A versão digital é totalmente gratuita.

Siga O Correio da UNESCO: Twitter, Facebook, Instagram