News

Nota de pesar pelo falecimento do jornalista Gilberto Dimenstein

29/05/2020

A Representação da UNESCO no Brasil lamenta profundamente a morte precoce do jornalista Gilberto Dimenstein, um ícone na luta em defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes.

Por suas mãos, surgiu a Agência de Notícias dos Direitos da Infância (ANDI), que influenciou fortemente o amadurecimento da discussão sobre os direitos da infância, bem como dos direitos humanos em geral.

Dimenstein foi um inovador. Por meio da comunicação, criou projetos capazes de realizar intervenções sociais poderosas, como é o caso da Cidade Escola Aprendiz, em São Paulo, que implementou o conceito de “cidade educadora” no bairro da Vila Madalena, na Zona Oeste da capital paulista.

Mais recentemente, ele criou o Catraca Livre, site e plataforma que conta com mais de 10 milhões de acessos (leitores) mensais e divulga eventos culturais gratuitos em todo o país.

Gilberto soube fazer da comunicação uma poderosa aliada para advogar por direitos fundamentais e, assim, contribuiu para influenciar políticas públicas e reduzir desigualdades.

“Perdemos hoje um excelente profissional, um ser humano generoso e um grande amigo. Sem dúvida, ele fará muita falta”, disse Marlova Noleto, diretora e representante da UNESCO no Brasil, solidarizando-se com a família e os amigos de Gilberto Dimenstein.