Reservas da Biosfera: mobilização contra o desmatamento na Amazônia

18/06/2021

A UNESCO estabeleceu uma parceria com o Grupo Moët Hennessy Louis Vuitton (LVMH), de bens de luxo, para combater as causas diretas e indiretas do desmatamento na região amazônica. 

Com base em abordagens participativas que combinam conhecimentos científicos, locais e indígenas, o programa será monitorado por equipes em oito Reservas da Biosfera – na Bolívia (Pilón-Lajas e Beni); no Brasil (Amazônia Central); no Equador (Yasuní, Sumaco e Podocarpus-El Condor); e no Peru (Manu e Oxapampa-Ashaninka-Yanesha). 

O objetivo da iniciativa consiste em promover a recuperação de terras degradadas, garantindo, ao mesmo tempo, empregos sustentáveis para as populações locais. Na Reserva da Biosfera do Beni, por exemplo, o programa pretende construir uma estufa e fornecer às famílias de quatro comunidades sementes de alta qualidade de espécies madeireiras nativas (mogno) e espécies florestais locais (banana, café, cacau e limão). As sementes serão usadas para criar terrenos cultivados por meio de sistemas agroflorestais, em terras de pousio tradicionalmente usadas para a agricultura.

Voltar ao artigo principal