Segunda Reunião do Comitê Científico

26/08/2021
16 - Peace, Justice and Strong Institutions
17 - Partnerships for the Goals

Em 19 de agosto, o Comitê Científico da Bienal de Luanda se reuniu pela segunda vez para discutir e se preparar a Bienal de Luanda 2021.

 

Essa reunião teve como objetivo discutir e contribuir para o programa da Bienal de 2021 e, de forma mais ampla, para continuar sua contribuição intelectual sobre as questões prioritárias que afetam o continente africano.

Durante o debate, os diretores do Instituto de Estudos para a Paz e a Segurança (IPSS) da Universidade de Adis Abeba, na Etiópia, e do Centro Internacional do Cairo para Resolução de Conflitos, Manutenção da Paz e Construção da Paz (CCCPA) informaram o grupo e compartilharam o esboço da sessão inaugural sobre “A situação da paz e da segurança na África” em relação à identidade e à diversidade cultural, que os dois institutos apresentarão durante a Bienal.

Eles também falaram sobre a situação atual da segurança e da paz no continente, bem como sobre os mecanismos tradicionais existentes na África para lidar com as causas de conflitos, que serão abordados durante a sessão inaugural.

O grupo reafirmou o seu profundo compromisso de continuar a contribuir para a promoção da cultura de paz no continente, que deve ser definida como uma abordagem continental e essencialmente africana. Por meio de sua visão e de suas percepções, o grupo dará uma contribuição significativa para a abertura da Bienal.

Como resultado de sua reflexão, o Comitê Científico também incentivou o comitê de organização do evento a destacar no programa da Bienal o papel das mídias sociais na prevenção de conflitos, a questão da infodemia e da desinformação, além da necessidade da comunicação para a paz.

O Comitê concordou em continuar seu trabalho de assessoramento aos órgãos dirigentes da Bienal e em realizar, durante o evento, o lançamento de uma publicação sobre “identidades, culturas, ciência e valores compartilhados, em direção a uma epistemologia africana da paz”.

Para mais informações sobre o Comitê Científico, leia o artigo, "African Cultures for Peace and Security".