News

Segurança Online de Crianças e Adolescentes é tema de webinário organizado pela UNESCO, UIT e Childhood Brasil

28/09/2020
17 - Partnerships for the Goals

Encontro virtual acontece em 30 de setembro e vai discutir estratégias para os planos nacionais de banda larga até 2021 que priorizem a segurança dos usuários mais jovens

Atualmente, crianças e adolescentes já representam um terço de todos os usuários da internet em todo o mundo. Até 2022, mais de 1,2 bilhão de novos usuários serão somados a essa quantidade, com crianças e adolescentes sendo o grupo demográfico online de mais rápido crescimento. Ao mesmo tempo em que se beneficiam da conectividade para a educação e o entretenimento, eles também são expostos a riscos e ameaças do mundo virtual, como assédio, bullying cibernético, desinformação, exposição à conteúdo inadequado, violência de gênero, furto e coleta de dados. 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que, a cada ano, 200 milhões de crianças e adolescentes são abusados sexualmente. Além disso, cada vez mais, grande parte desse tipo de violência ocorre online ou é obtida e distribuída digitalmente. Nesse caso, a internet é uma facilitadora da exploração e do abuso sexual.

Proteger crianças e adolescentes online é um desafio que requer uma abordagem global. Com isso em mente, a União Internacional de Telecomunicações, agência especializada das Nações Unidas para as tecnologias de informação e comunicação, lançou a Iniciativa de Proteção da Infância Online em novembro de 2008, que reúne parceiros de todos os setores da comunidade global. Em junho de 2020, a UIT lançou as Diretrizes 2020 sobre Proteção da Infância Online - um conjunto abrangente de recomendações para crianças e adolescentes, pais e educadores, indústria e legisladores sobre como contribuir para o desenvolvimento de um ambiente online seguro e empoderador para crianças e jovens. Acesse as Diretrizes aqui.

Visando a discussão desse assunto, a UNESCO no Brasil, a Childhood Brasil e a União Internacional de Telecomunicação (UIT) vão realizar um encontro virtual no dia 30 de setembro com o tema: “Segurança Online de Crianças e Adolescentes: perigos e oportunidades”. O webinário terá a abertura da S.M. Rainha Silvia da Suécia, fundadora da World Childhood Foundation, e a moderação de Sandra Annenberg, jornalista e apresentadora do Globo Repórter. Acompanhe a transmissão aqui.

Participam do encontro a Diretora e Representante da UNESCO no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto; o Diretor Regional para as Américas da UIT, Bruno Ramos; e a presidente da Childhood Brasil, Roberta Rivellino. O webinário faz parte da Semana Internacional para o Acesso Universal à Informação, que vai de 28 de setembro (Dia Mundial de Acesso à Informação) a 2 de outubro. 

O evento também apresentará a versão em português do Relatório da Comissão de Banda Larga da UNESCO-UIT para o Desenvolvimento Sustentável. O documento traz informações sobre tecnologia, internet e acesso para crianças e adolescentes e busca aumentar a conscientização sobre a priorização da segurança online, apresentando estratégias para a sociedade, empresas privadas e governos trabalharem de forma articulada o combate as violências e perigos digitais. 

O relatório consolida algumas estatísticas sobre o tema: uma em cada cinco crianças e adolescentes entre 9 e 17 anos vê material sexual indesejado online, e 25% deles relataram sentir medo ou angústia extremos; 17% dos pais afirmaram que seus filhos já foram vítimas de bullying cibernético (em alguns países, esse número chegou a 37%); e identificou que 99% dos termos e condições de uso online foram escritos com uma linguagem muito complexa para o entendimento de crianças e adolescentes. 

O webinário “Segurança Online de Crianças e Adolescentes: perigos e oportunidades” conta com o apoio da Associação Brasileira de Rádios e Emissoras de Televisão (Abert) e da Associação Nacional de Jornais (ANJ).

 

Webinário Segurança Online de Crianças e Adolescentes 
Data: 30 de setembro
Horário: 15:00 – 16:30
Plataforma: 
Página da Childhood Brasil no Facebook
Canal da UNESCO no YouTube