Press release

UNESCO organiza a Reunião Global de Educação para definir prioridades para a recuperação da aprendizagem e proteger o financiamento após a pandemia

21/10/2020

A UNESCO está organizando uma reunião virtual de alto nível com o objetivo de revitalizar a educação mundial, nesta quinta-feira, 22 de outubro, das 13h às 17h (no horário da França, ou das 11h00 às 15h00, no horário universal).

A UNESCO convocou essa reunião em parceria com os governos de Gana, Noruega e Reino Unido, a fim de assegurar compromissos de líderes mundiais para a proteção do financiamento da educação durante o período de recuperação da COVID-19, assim como para chegar a um consenso sobre as ações prioritárias para o próximo ano. Seu objetivo geral é garantir que a pandemia não reverta décadas de progressos obtidos na educação.

Os principais palestrantes que irão contribuir para esse debate, ao vivo ou por mensagens gravadas de vídeo, incluem os seguintes chefes de Estado: João Manuel Gonçalves Lourenço (Angola), Félix Tshisekedi (República Democrática do Congo), Iván Duque Márques (Colômbia), Uhuru Kenyatta (Quênia), Hage Geingob (Namíbia), Marcelo Rebelo de Sousa (Portugal), Paul Kagame (Ruanda) e Kaïs Saïed (Tunísia). Também está prevista a presença do presidente do Governo Espanhol, Pedro Sánchez; do presidente do Conselho Italiano, Giuseppe Conte; do chefe de Governo do Marrocos, Saad Dine El Otmani; bem como da primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg.

No âmbito ministerial, estão entre os palestrantes a baronesa Elizabeth Sugg, ministra dos Territórios Ultramarinos e do Desenvolvimento Sustentável do Reino Unido; e Bekhzod Musayev, vice-primeiro-ministro para o Desenvolvimento Social do Uzbequistão. A Comissão Europeia será representada por Jutta Urpilainen, comissária para as Parcerias Internacionais. Além disso, participarão dos intercâmbios de ideias cerca de 60 ministros da Educação dos cinco continentes.

As Nações Unidas serão representadas por seu secretário-geral, António Guterres; pela diretora-geral da UNESCO, Audrey Azoulay; pelo diretor executivo adjunto do UNICEF, Omar Abdi; e pelo diretor executivo do Programa Mundial de Alimentos (PMA), David Beasley. Também estarão presentes a rainha Mathilde da Bélgica, defensora dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU; a xeica Moza Bint Nasser, também defensora dos ODS da ONU e presidente da Education Above All Foundation (Fundação Educação Acima de Tudo); Jayathma Wickramanayake, enviada especial para a Juventude do secretário-geral da ONU; e Gordon Brown, enviado especial para a Educação. 

Entre as organizações internacionais representadas, também é esperado o pronunciamento do secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Angel Gurria; da presidente do Conselho de Diretores da Global Partnership for Education (GPE), Julia Gillard; e do diretor do Centre for Sustainable Development (Centro para o Desenvolvimento Sustentável) da Universidade de Colúmbia.

Antes dessa reunião, a UNESCO também organizou uma série de consultas sobre a Declaração, a ser aprovada na reunião, que pede que a comunidade internacional se comprometa com ações para salvaguardar a educação:

*****