News

UNESCO, Palavra Aberta e TSE discutem educação e cidadania em webinário

10/08/2020
04 - Quality Education

Aberto para a participação do público, encontro virtual debateu também a produção de conteúdos nocivos e a liberdade de expressão

Com o apoio da UNESCO, o Instituto Palavra Aberta EducaMídia e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realizaram, na tarde da sexta-feira (7), o webinário “Educação para a Cidadania”. O objetivo foi abordar temas como educação midiática, democracia e desinformação no âmbito escolar. O encontro foi mediado por Patrícia Blanco, presidente do Palavra Aberta, e contou com as presenças da Diretora e Representante da UNESCO no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto; do presidente do TSE e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso; e da presidente do Todos Pela Educação, Priscila Cruz.

Na abertura, Patrícia destacou que, com a avanço da tecnologia e da oferta de novas ferramentas de comunicação, hoje todos somos produtores e consumidores de conteúdo e que o excesso de informação que trafega na internet é um desafio ao senso crítico. Segundo ela, “é preciso saber interpretar intenção, autoria e contexto, além de dominar as ferramentas e as linguagens que nos permitam exercer nossa liberdade de expressão de forma consciente, ética e responsável”.

Já o ministro Barroso lembrou que educação é um pressuposto fundamental para o exercício de uma cidadania consciente. “É a matéria-prima da cidadania. A falta de educação básica, além de atrapalhar o cidadão, também atrapalha o país, principalmente agora que estamos à beira de uma grande revolução tecnológica”.

Em relação ao cenário atual da educação no país e no mundo, Marlova Noleto citou uma fala recente do secretário-geral da ONU, António Guterres, para quem “a educação é o alicerce para sociedades mais justas e um dos motores para impulsionar o desenvolvimento sustentável”. De acordo com ela, há 1,6 bilhão de estudantes afetados pela pandemia do novo coronavírus em todos os continentes e quanto mais tempo ficam fora da escola, maior o risco de que não voltem, aumentando assim a evasão escolar. “Nos preocupa o fato de que a pandemia exacerbou todas as disparidades educacionais. Por conta dela, podem ser anulados todos os progressos feitos nas últimas décadas”, afirmou.

Priscila Cruz abordou a importância de que a educação seja uniforme em todo o país: “educação é importante para cada uma das crianças e jovens do Brasil. Todos temos direito a ter educação, inclusive nos lugares mais remotos. O que mais me incomoda é termos 55% das crianças analfabetas. Precisamos dar educação ainda de mais qualidade aos mais pobres”.

Além do tema educação e cidadania, o webinário teve outros dois blocos, com os temas “discurso de ódio/conteúdos nocivos” e “democracia e liberdade de expressão”, seguidos de perguntas do público. O encontro virtual pode ser acessado na íntegra no canal da Justiça Eleitoral no YouTube (acesse aqui).